quarta-feira, 5 de maio de 2021

ROBERTO LEAL TEM NO PRELO "UM CARMA PARA AISHA"

Publicado por Roberto Leal As quarta-feira, 5 de maio de 2021  | Sem Comentarios

 


O Rainha e a vingança do Carma

O que pensar naquela hora em que você se vê traído, apunhalado pelas costas, enganado na sua mais completa ignorância, usado como objeto e depois deitado no lixo, roubado nos seus direitos morais ou menosprezado dentro do seu real valor? É como está sentindo Wau Lean, 50 anos, dublê de intelectual, que caiu de cara em um romance mentiroso, que envolveu uma mulher, que o abordou no Facebook, logo em seguida a sua separação conjugal. Ela se dizia apaixonada pelo seu 'trabalho', afirmava acompanhar sua carreira, mostrava que conhecia cada detalhe dos seus projetos e suas andanças por África. Ela disse ter esperado ele se separar, sair de um “relacionamento sério”, que a muito lhe vigiava pelas redes sociais, o que lhe convenceu de que se tratava de fato real, ela sabia muito dele, se mostrava encantada e lhe encantou de maneira a cair de cara n’uma relação dessa. Seria uma feiticeira?

Ela usava o nome de guerra de Aisha Sol, tinha 27 anos, recém-completados, mas na realidade se tratava de uma ex-garota de programa e falsa escritora de Luanda, nascida na província do Uige, em Angola. E como ele descobriu isso? Depois de estarem vivendo juntos, ele excluiu o perfil de Aisha do Facebook, que tinha nada mais nada menos que 4.700 homens adicionados como amigos e resolveram “dividir a mesma senha/palavra passe, de uma mesma conta”, nos perfis de ambos, ideia dela para dar mais confiança ao relacionamento. E para surpresa de Lean, apareciam sempre mensagens filtradas de homens casados, reclamando a presença da sua “suposta” mulher, exigindo retratação pela sua indiferença para com eles, ela era reconhecida pelas novas fotos postadas pelo casal.


Foi ai que ele descobriu toda verdade, ela quando morou em Luanda, fazia programas com senhores casados, ele sempre ia ao perfil daqueles senhores e pesquisava de quem se tratava. Brigavam muito, mas ela sempre lhe pedia perdão pelo seu passado e ele perdoava, e isso acontecia constantemente, mas, ele já estava completamente envolvido por ela... E teve os seus sentimentos usados como n’uma brincadeira. Mas, antes disso tudo, ele a rejeitou por mais de um ano de assédio, por ser um homem mais velho, mas ela sempre lhe dizia que já lhe amava, que ele tinha sido o escolhido, e ele não queria aquele relacionamento, sabia que era perigoso, ela chegava a afirmar que possivelmente já teriam vívido em uma vida anterior. Um Carma! Onde ele era um rei, de um dos reinos daquele país e ela sua rainha, uma rainha que havia sido traída por ele e abandonada pelo seu rei e que veio/voltou para se vingar.


E foi ai que ele voltou a Angola, onde foi apresentado à família, viveram maritalmente na casa dos pais dela por quase um ano, e tiveram mais um ano de romance pelas redes sociais. E para provar que lhe amava, Aisha chegou a fazer uma “Certidão de Casamento” expedida por um dos aplicativos do Facebook, para mostrar certa coincidência, para dar veracidade a sua suposta paixão, onde afirmava que até o Facebook estava a favor dela, naquela escolha. E ele tentou por vezes se desvencilhar daquele assédio, mas insistentemente ela não aceitava. Até dizia que foram os antepassados quem os apresentaram. Já que ela era membro da Igreja Messiânica.


Ele precisou viajar ao seu país de origem para trabalhar, e a deixou em uma casa alugada, com rendas de 8 meses de aluguel pago, sempre que podia mandava subsídios, montou um negócio/bancada para ela trabalhar, para ter uma renda, achou que mudou a vida dela, que vivia de favor na casa dos pais, com um filho de onze anos de uma relação anterior. Ele a deixou grávida de Christopher (esse era o nome já escolhido do garoto), meses depois ela anunciava a morte do bebê por feitiço, supostamente uma mentira, e foi ali que ele começou a desconfiar que algo não estava certo, ela havia abortado, matado a criança,  para que ele não voltasse a Angola.


E a gota d’agua, veio a ser a sua matricula em uma universidade local, sem lhe consultar, no que ele reclamou muito, mas não adiantou, ela já não era mais a mesma mulher. Em Angola as estudantes para passar no final do ano nas escolas secundárias e universidades, aquelas que não estudam, que são  reprovadas, as vezes propositadamente, fazem sexo com os professores em troca das notas (dos valores como chamam...), isso lhe deixou assombrado. Ela matriculou-se sem lhe comunicar, e aí começaram as brigas a distância, o que resultou no fim do relacionamento. De um relacionamento que na verdade não teve fim.


Na realidade se tratava de um golpe desses bem planejados, bem articulado, por mulheres para tirar dinheiro de homens mais velhos, e estrangeiros são alvos fáceis e com a possível conivência de certos familiares. Uma verdadeira armadilha e foi assim que descobriu ter perdido alguns milhões de kuanzas, com dois tratamentos “tradicional” para engravidar, com medicamentos, com passagens entre províncias, remessas de dinheiro/valores, presentes, roupas, bijuterias, compra de utensílios domésticos, aluguel e bancada de negócio. Este livro “Um Carma para Aisha” é uma obra romance de caso verídico, que retratam como agem às miúdas, conhecidas como “Manga de 10” em Angola.


É dito que devido a situação socioeconômicas, muitos pais sabem que as filhas se prostituem e incentivam, aceitam naturalmente e na obra o autor diz ter presenciado isso e deixa bem claro as evidencias... Uma verdadeira armadilha para quem não conhece tais práticas. Um Carma para Aisha, obra literária do jornalista e escritor brasileiro Roberto Leal, Editora Òmnira/Luanda-Angola, que tem belíssima capa do artista plástico angolano Elias Jamba Sanjelembi. Um romance para arrancar suspiros de leitores e deixar outros sem folego, um caso verídico todo ambientado em Angola, país da Costa Ocidental da África.

Arquivado Em :
Sobre o autor

Escreva a descrição de administração aqui ..

0 comentários:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

© 2013 Revista Òmnira. Traduzido Por: Template Para Blogspot. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9
Blogger template. Roberto Leal by Blogger.
back to top