Ultimas Noticias


NOVEMBRO NEGRO NO CEPA

Nesse sábado (19/11), será realizado na Sede do CEPA –Circulo de Estudo Pensamento e Ação, a partir das 14 horas, uma grande tarde cultural dentro do calendário “Novembro Negro”, onde se poderá assistir a palestra do jornalista e editor Roberto Leal recém chegado de mais uma viagem a África, onde realizou trabalho literário e social, que ministrará a palestra “A Importância do Incentivo a Leitura no Ensino” e lançará a revista Òmnira edição número 12 em homenagem ao líder negro sul africano Nelson Mandela, com a participação de escritores de Angola e Cabo Verde.


No segundo bloco o professor e advogado Cristiano Pedreira falará sobre Racismo Constitucional. Dentro da programação teremos uma mesa de debates com Patrícia Nascimento, Conrado Matos, Roberto Rodrigues e Robson Carvalho, como também um Sarau com a participação dos MC’s Mano Jel & Tática Verbal (de Simões Filho), Everton Wallace e Diego Oliveira, dentre outros. 
Teremos ainda tarde de autografo e exposição de livros e publicações de autores africanos e outras novidades do continente. O evento tem o apoio da UBESC - União Baiana de Escritores e Editora Òmnira, é uma realização do CEPA - Círculo de Estudo Pensamento e Ação situado a Rua Souto Dalva, 98 - Barbalho (logo após ao Centro Federal de Educação Tecnológica - antigo CEFET), em Salvador/BAHIA-Brasil.

Fonte: ASCOM/Revista Òmnira



Rapper AfroJhow em novo Show misturando Brasil & Angola

No próximo sábado (27 de junho), a partir das 20h, todos os caminhos vai nos levar ao Pelourinho. No Largo Tereza Batista o rapper AfroJhow trazendo o seu novo show “Misturando Ritmos e Emoções” promete mostrar bastante novidades. Inspirado na valorização do universo afro contemporâneo, o show traz ao público composições que buscam exaltar a beleza, valores e autoestima. Um mesclado de ritmos dançantes e envolventes, como o samba reggae, afrobeats, o afro house, o kuduru , entre outros.

Essa mistura de vitmos prometes com a presença dos convidados, O funkeiro brasileiro Mr Galiza que trás as batidas tradicionais do Funk Carioca, rifes de Guitarra, teclado, Bateria, Baixo, geralmente usado nos “Pagodes Baianos”. E essa mistura dá a sua sonoridade, uma característica diferente sem perder é claro a alegria bem particular do Funk Brasileiro, como também o grupo Afro Rave, idealizado pelo brasileiro DJ Elton Santos, acompanhado dos bailarinos angolanos Gilson Octávio e Edson Landa, que buscam apresentar os novos gênero musicais (ritmos e danças) da África subsaariana, inicialmente direcionando o trabalho musical voltado para o Kuduro, Afro House e Kizomba, gêneros musicais sul africanos.

Aguardem uma noite com shows dançantes, muito enérgicos, espalhando muita energia e auto estima para todos os lados.

SERVIÇO:
Show: Afro Jhow "Misturando Ritmos e Emoções"
Convidados: Afro Rave e Mr Galiza
Data: 27 de junho - Sábado
Horário: 20h
Classificação: Livre
Local: Largo Tereza Batista - Pelourinho – Salvador – BA/BRASIL
Apoio: Pelourinho Cultural, CCPI (Centro de Cultura Populares e Identitárias) e Secretária de Cultura - Governo do Estado da Bahia
Acesso: Gratuito
Fonte: ASCOM/Roberto Leal


Jornalistas assassinados são homenageados

Profissão perigo da Comunicação 
O prêmio Caneta de Ouro da Liberdade “The Golden Pen of Freedom”, concedido pela Associação Mundial de Jornais e Editores de Notícias (WAN-Ifra), em 2015, foi dedicado aos mais de 1.100 jornalistas mortos no exercício da profissão desde o ano de 1992, quando essa pratica começou a incomodar os profissionais e as entidades de direitos humanos e de Liberdade de Imprensa.
“A tragédia deste massacre é amplificada por uma estatística impressionante: em nove de cada dez assassinatos de jornalistas, os autores permanecem impunes”, disse o diretor-executivo de jornalismo do Grupo RBS Marcelo Rech, novo presidente do Fórum Mundial de Editores.
Segundo o comitê de Proteção a Jornalistas, de Nova York, 87% das vítimas eram jornalistas locais. Os países mais perigosos para os profissionais de imprensa são: Iraque, México, Paquistão, Síria e Somália.
A premiação do “Caneta de Ouro da Liberdade”, aconteceu durante o 67º Congresso Mundial de Mídia Jornalística, em Washington. Criado em 1961, o prêmio é destinado a profissionais e veículos de comunicação que trabalham pela liberdade de imprensa.

Segundo a ONG Repórteres Sem Fronteiras (RSF) o Brasil é o terceiro país que mais registrou mortes de jornalistas na América Latina, com 38 assassinatos entre 2000 e 2014.


O CEPA Relança Obras do Profº Germano    Machado

O CEPA - Circulo de Estudo Pensamento e Ação em parceria com a LL Editora e Produções Artísticas, a AESB - Associação de Ensino Superior do Brasil (Diretório Regional Bahia) e com o apoio da UBESC - União Baiana de Escritores  convidam para o relançamento dos livros: "Da Filosofia e do Filosofar - O Sentido do Viver Humano"; "Os Dois Brasis"; “Tempo Decorrido e Outros Tempos” e “Um Glauber Inegável”, todos de autoria do renomado e respeitado escritor, professor e mestre em filosofia Germano Machado.
 Germano Machado tem  legado contemporâneo vivo

O evento será realizado no próximo dia 15 de setembro de 2014, das 19 às 22h, no Hall no Museu Geológico da Bahia (Corredor da Vitória). Durante a cerimônia de lançamento teremos um Happy Hour com muita Poesia e Show Musical. O evento faz parte das comemorações dos 63 anos do CEPA, o qual o professor Germano Machado é seu fundador e mantém até hoje a entidade viva. O escritor tem uma tendência analítica filosófica condicionada em vários cursos de Filosofia Integrativa de utilidade que ministra para estudantes de ensino médio e superior.

O professor Germano Machado é aposentado e uma das figuras mais ilustres da literatura nacional e principalmente da Bahia. Atuou como docente na Universidade Federal da Bahia e Universidade Católica do Salvador durante muitos anos, hoje ainda ministrando seus cursos de filosofia e literatura com o seu grupo de Estudos Filosóficos no CEPA – Círculo de Estudo, Pensamento e Ação, cuja sede administrativa localiza-se na Rua Souto Dalva, 98, Barbalho.
Trata-se de um indicado para a Academia de Letras da Bahia candidato dos poetas recitadores, indicado pelos artistas de rua, pelos seus alunos, pelos escritores que conhecem a trajetória do CEPA, pelos editores independentes da Bahia e pelos seus leitores assíduos, que infelizmente não indicam quem tem a verdadeira personalidade acadêmica para sentar naquelas cadeiras; beber o chá das tardes e ter seu trabalho realmente reconhecido. Justiça seria feita! Rumores dão conta de um movimento contemporâneo que quer Germano Machado na ALB.

Fonte: ASCOM/UBESC - Roberto Leal
Foto: Roberto Leal



Revista Òmnira mostra nova Literatura Lusófona



Revista Òmnira Nº 7
A Editora Òmnira em parceria com UBESC - União Baiana de Escritores lançará no próximo dia 25 de abril (sexta-feira), às 18 horas, no Espaço Quadrilátero da Biblioteca Pública do Estado (Rua General Labatut, 27 – Barris, Salvador/BA-Brasil),  mais uma edição da Revista de Literatura “Òmnira”, que chega ao seu número 7,  proliferando letras por todos os Continentes por onde a língua portuguesa se faz compreender. A revista baiana Òmnira desponta como uma nova promessa na Literatura  brasileira e internacional, diante do intercâmbio que faz acontecer entre os países de língua portuguesa, a publicação é uma porta aberta para os autores contemporâneos das nações irmãs, que buscam publicar seus trabalhos no Brasil.

Participam dessa edição escritores brasileiros, dentre eles: Alberto Peixoto, Carlos Souza Yeshua, Cosme Custódio, Edneia Andrade, Germano Machado, José Walter, Malu Ferreira, Marcio Melo Silva, Yasmim Camardelli  e Valdeck Almeida de Jesus (BA), Geraldo José Sant’Anna (SP), Ruth Pessanha Vianna (RJ), Joaquim Moncks e Zenir Izaguirre (RS);  de Angola os poetas Faustino Nguange Simão e Rosa Fernandes Gaspar Adão; de Moçambique uma grande revelação, a poetisa Hirondina Joshua, e o poeta Tsemba Archeiro e de Portugal o sonetista José Salvador Almeida Costa.

Esse número da publicação traz ainda uma homenagem ao poeta dos escravos “Castro Alves”, descrito em uma belíssima ilustração de capa do artista Henry Jaepelt (Timbó/SC), como também na sua bela poética revivida em alguns de seus versos.

Dentro da programação: lançamentos, exposição e vendas de livros a preços mais reduzidos, bate papo com escritores e intercâmbio cultural para projetos e atividades literárias. Mais informações (71) 8688-8096 /8454-0267 ou lealomnira@yahoo.com.br  ou ainda www.fundacaoomnira.com.br 

Fonte: ASCOM/UBESC


BALANÇO APONTA PARA MAIS DE 130 JORNALISTAS ASSASSINADOS EM 2013

Querem calar nossas canetas
Informações dão conta de um balanço trágico para a comunicação em 2013. Foi publicado no último dia do ano, um estudo elaborado pelo International Press Institute (IPI) apontando que de janeiro a dezembro do ano que findou, 117 profissionais da imprensa foram mortos. Esses dados contabilizam apenas quem estava em exercício da profissão no momento em que foi cometido o crime.
Os números tornam esse ano como o segundo mais letal para os jornalistas, desde que esse estudo teve inicio pelo IPI em 1997. Com resultados relativos a sua pesquisa em 2013, divulgados pela entidade, o ano de 2012 segue como o mais violento da categoria, com 132 jornalistas mortos, segundo site do instituto.
Países como Egito, Iraque, Líbia, Síria e Iêmem, totalizaram juntos o maior número de jornalistas assassinados: 38. O Haiti aparece com uma morte. Com seis mortes, o Brasil totalizou juntamente com Colômbia, Equador, Guatemala, Honduras, México, Paraguai e Peru 21 profissionais de imprensa mortos em pleno exercício da profissão.
Por outro lado, a Comissão de Proteção aos Jornalistas, entidade localizada em Nova York, apontou em seu estudo, número bem reduzido ao do IPI. Foram 70 profissionais da imprensa que morreram em 2013. Ambas organizações insistem em afirmar nas suas conclusões que Síria e Iraque são na verdade os países mais violentos. O que faz com que o ofício seja uma das profissões mais arriscada do mundo.
Texto: Roberto Leal
Foto: Divulgação


E o crime não perdoa

No Brasil Já se contabiliza 206 mil o número de homicídios em quatro anos, superando assim os mortos nos maiores conflitos armados no mundo, entre 2004 e 2007, de acordo com o relatório “Mapa da Violência 2013: Homicídios e Juventude no Brasil”, divulgado nesta sexta-feira (19) com os dados mais recentes do país (2008 a 2011). Ao todo, 170 mil pessoas morreram nos confrontos de Iraque, Sudão, Afeganistão, Colômbia, República Democrática do Congo, Sri Lanka, Índia, Somália, Nepal, Caxemira, Paquistão e Israel. A indústria da morte no Brasil está matando mais de que conflitos armados ao redor do mundo.

Um levantamento do IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada mostra que mais de 100 mil homicídios deixaram de ser contabilizados nos últimos 15 anos no Brasil. De 1996 a 2010, cerca de 130 mil homicídios não entraram nas estatísticas de mortes violentas do Brasil, o que representa 8,6 mil homicídios não registrados por ano.


Salvador tem mapeado pontos de assaltos
Dois estudantes de Salvador Felipe Norton e Márcio Vicente, ambos com 22 anos, criaram na internet a ferramenta “Onde fui roubado”, ambos cursam o sétimo semestre do Curso de Computação na UFBa. A idéia inicial era trabalhar, criar algo que desse visibilidade, um produto famoso por exemplo,  pensaram nas áreas de educação e saúde, mas optaram por trabalhar com um site de segurança em razão “ da falta de segurança que abate Salvador”. Foi ai que surgiu o site www.ondefuiroubado.com.br , você pode clicar em “fui roubado”, em seguida marque no mapa onde você sofreu com as ações dos bandidos, se quiser ainda selecione o tipo de assalto, a data em que ocorreu o fato, preferência por assaltos ocorridos desde janeiro deste ano e não se esqueça do horário. Em seguida assinale os objetos roubados, informe se registrou boletim de ocorrência, estime seu prejuízo e descreva com clareza em até 350 caracteres o fato ocorrido. O site ainda pede para que seja dado um título a ocorrência tipo: fui assaltado quando ia à padaria.
Com isso eles esperam ajudar a população e a policia local com dados específicos da situação e auxiliar nas investigações, de maneira a reduzir o índice de criminalidade em Salvador, uma das capitais com o maior índice de violência no país. A ferramenta está alcançando outros estados e já recebeu 326 denuncias de 36 cidades diferentes do país, ao ponto de os especialistas e representantes da área de segurança considerar a iniciativa muito positiva.

Brasil o pais do Curso de Direito 


No Brasil possui 1.240 cursos superiores de Direito, distribuídos por várias faculdades e em vários Estados. Com esse número, o país se consagra no topo, como a nação com mais cursos de Direito do mundo todo. Para que se tenha uma idéia, no mundo inteiro a soma desses cursos chega a 1.100. As informações foram divulgadas pelo blog Leis e Negócios do Portal IG. No nosso país o número de advogados também é bastante alto, chegando a 800 mil. Mas, segundo o blog, poderiam existir muito mais.  Se todos os bacharéis em Direito passassem no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que é o pré-requisito para poder advogar no Brasil, o país computaria mais de três milhões de advogados.

Apesar de o Brasil ter um grande número de cursos, alguns não são confiáveis. Muitos deles estão sob supervisão do Ministério da Educação (MEC) desde 2007, por apresentaram notas insatisfatórias no Exame Nacional de Desempenho dos Estudante (Enade) e no Indicador de Diferença de Desempenho Esperado e Observado (IDD), segundo afirma o “Guia do Estudante” Profissões Vestibular 2011. Quando uma faculdade apresenta notas insatisfatórias, ela recebe a visita de uma comissão de especialistas e firma um acordo para promover as melhorias necessárias para a validação do curso. Quando as metas são cumpridas, o processo é arquivado. Caso sejam cumpridas parte dessas melhorias, é determinada a redução do número de vagas ofertadas. Nas situações em que as medidas não são exercidas, é instaurado um processo para o encerramento do curso naquele estabelecimento de ensino.
Recentemente o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil - Secção Bahia, Luis Viana Queiroz (foto) disse em entrevista na Rádio CBN, que “A questão fundamental é a baixa qualidade do ensino jurídico do país.  São 1074 faculdades de direito no Brasil, sendo 51 na Bahia. Tem mais faculdade aqui do que no mundo inteiro. E isso gera uma diminuição da qualidade. Muitos saem sem preparação. O conselho [federal da OAB] trabalha com o MEC um marco regulatório do ensino jurídico”, acrescentou Queiroz.
Torcedor é condenado por racismo
Na Inglaterra o torcedor Liam Jones, é banido dos estádios com condenação de três anos. Ele que é torcedor do Sunderland da Inglaterra, foi condenado em razões das suas atitudes racistas contra o atacante belga Romelu Lukaku, que na época do fato defendia as cores do West Bromwich e que hoje joga pelo Chelsea. Jones alegou inocência, mas fotos comprovaram que ele praticou gestos racistas, como ainda simulou ser um macaco nas arquibancadas. Depois ao admitir a culpa, Jones evitou a prisão e foi condenado a uma condicional de 18 meses, o que reduz muito a pena, que inicialmente era de 36 meses. Mais um caso de extremo racismo no futebol e pelo mundo afora.

900 mil brasileiros com o voto suspenso
No Brasil hoje temos cerca de 900 mil brasileiros com os seus direitos políticos suspensos, de acordo com dados divulgados pelo TSE-Tribunal Superior Eleitoral. Nas condições em se encontram, não podem votar e nem ser votado, são impedidos de se filiar a partidos políticos, exercer cargo público oi em entidade sindical e nem pode atuar como editor chefe de jornal ou periódico. Conforme as informações divulgadas pelo TSE, a maioria dos 883.222 impedimentos decore de condenações criminal e a segunda maior causa é a incapacidade civil absoluta, levando em conta que a incapacidade civil absoluta é quando determinada pessoa é considerada incapaz, inapta, para exercer atos da vida civil, entre outros motivos pode sofrer de doença mental, como também não podem votar e ser votados os que estão condenados por improbidade.
Fonte: A Tarde/Correio/CBN




Poetas baianos entre os primeiros em concurso nacional
Roberto Leal que não tem o hábito de participar de concursos literários
Autores baianos se destacam em concurso nacional de literatura, foi no XII Concurso Nacional PoeArt de Literatura, gênero poesia-2013. Onde ganharam a oportunidade de publicar seus trabalhos no livro “Vozes de Aço”, da série XIV Antologia Poética de Diversos Autores. Essa que será a vigésima primeira publicação da PoeArt Editora, sediada em Volta Redonda, Estado do Rio de Janeiro, que desde 2006  já editou mais de uma centena de autores de diversas cidades do nosso país, difundindo literatura. O jornalista e poeta Roberto Leal, de Salvador, na categoria Verso Livre, com o seu poema revolucionário “Sede de Justiça” e na categoria Soneto, com o trabalho “A Sertaneja” a professora universitária e poetisa Zilda Freitas, também de Salvador/BA garantiram as primeiras colocações.

Os cinco Primeiros Colocados - Categoria Soneto:
Amilton Maciel Monteiro – São José dos Campos/SP (Soneto: Modernidade)
Sonetos selecionados: Soneto e Sentido da vida. Newton de Souza Nazareth – Rio de Janeiro /RJ (Soneto: Objetivo e metas) Sonetos selecionados: A verdade e janela do mundo. Rosa Regis Natal/RN (Soneto: Nesta incapacidade de sonhar)
Sonetos selecionados: Hoje... e O sol e a chuva. William Lagos Bagé/RS (Soneto: Estaleiro III) Sonetos selecionados: Estaleiro I e II. Zilda de Oliveira Freitas – Salvador/BA (Soneto: A Sertaneja) Sonetos selecionados: Indícios e Remanescente. 

Os cinco Primeiros Colocados - Categoria Verso Livre:
Denivaldo Piaia - Campinas/SP (Poesia: Tentei) Poesias selecionadas: Espere, esperança e Estou tentando. Núbia Cavalcanti dos Santos – Sanharó/PE (Poesia: Dentro de mim) Poesia selecionada: Contratempo. Renato Barozzi Cassimiro – Volta Redonda/RJ (Poesia: Ode a amizade) Poesias selecionadas: Coisas que levamos conosco e quanto mais tempo, menos tempo. Roberto Leal -Salvador/BA (Poesia: Sede de justiça). Sabrina Andrade Felicíssimo – Volta Redonda/RJ (Poesia: Receita Poética) Poesias selecionadas: Quase insólito e Deixe a desorganização organizada.


Ex-ministro chinês é condenado por corrupção
O ex-ministro das ferrovias da China, Liu Zhijun, de 60 anos, foi condenado por um tribunal de Pequim, a pena de morte por cobrar suborno de empresas em troca de contratos. A sentença emitida tem suspensão de dois anos e deverá ser convertida em prisão perpetua. O ex-ministro é acusado de embolsar n64 milhões de yuans (cerca de R$ 23,1 milhões), Liu é o mais alto membro do Partido Comunista chinês julgado por suborno desde a chegada ao poder, no final do ano passado, do presidente Xi Jinping, que prometeu uma cruzada contra a corrupção no país.
Ao ouvir a sentença o réu chorou e pediu desculpas por ter se desviado do real objetivo, que era o de modernizar o sistema ferroviário e o de realizar o “sonho chinês” baseado no slogan adotado pelo presidente Xi. A sentença prevê ainda o confisco dos bens do ex-ministro e a cassação dos seus direitos políticos.

UNIRB abre inscrição para Curso de Radialismo
Estão abertas as inscrições para o Curso de Radialismo da Faculdade Regional da Bahia. Em sua terceira edição o curso que já formou 80 profissionais para o mercado de trabalho, está com um time de professores altamente capacitados da área de rádio e TV. As aulas que terão início em 23 de agosto e serão realizadas quinzenalmente durante os fins de semana, para um curso com a duração de 13 meses. O aluno deixa o curso capacitado e apto a assumir trabalhos em rádios, agências de publicidade, produtoras e demais meios de comunicação. Inscrições: www.unirb.edu.br . É indispensável o ensino médio para efetivar a inscrição.

Cantor sertaneja acusado de abuso sexual será ouvido
O cantor sertanejo Marcelo que forma dupla com João Lucas, que é suspeito de ter abusado sexualmente de uma adolescente de 14 anos, no último dia 5, após se apresentar em um show na cidade baiana de Barreiras, há 858 km de Salvador, deverá prestar depoimento a Policia Civil em Goiânia (GO), onde reside.  O delegado responsável pelo caso, Francisco Carlos de Sá, diz que ainda não tem data marcada para o depoimento, mas que mandará as perguntas via carta precatória para um delegado designado da Capital goiana “para quem o cantor prestará o depoimento, sem necessidade de vir até Barreiras neste momento”.

0 comentários:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-
© 2013 Revista Òmnira. Traduzido Por: Template Para Blogspot. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9
Blogger template. Roberto Leal by Blogger.
back to top