sábado, 26 de outubro de 2019

Logos Hope atraca em Salvador trazendo a intolerância e o Racismo

Publicado por Roberto Leal As sábado, 26 de outubro de 2019  | Sem Comentarios

A maior livraria flutuante do mundo o LOGOS HOPE


A maior livraria flutuante do mundo, a Logos Hope possui um acervo com mais de 5.000 livros de diferentes segmentos, áreas e estilos literários, mas com foco maior voltado à leitura cristã, com preço mais barato do que o praticado no mercado. O navio fica em Salvador até o dia 5 de novembro, com entrada a R$ 5 por pessoa.
A embarcação que é operada pela GBA-Good Books For All uma organização de origem cristã alemã, o Logos Hope começou a funcionar em 2009. O navio conta com 9 andares e tem capacidade para uma média de 450 pessoas. É o maior navio da organização, que já possuiu também os navios Logos, Doulos e Logos II, que juntos já passaram por mais de 160 países, n’um total de mais de  46 milhões de visitas ao longo da existência, desde os anos 70.
O Logos Hope foi envolvida em polêmica mesmo antes de atracar no Porto De Salvador. A livraria flutuante  fez uma postagem de cunho discriminatório, na rede social Facebook da livraria, onde pedia para os seguidores orarem por “proteção, força e sabedoria para os tripulantes durante a permanência do navio em Salvador, que Salvador era uma cidade conhecida pela crença das pessoas em espíritos e demônios”. 
A publicação gerou um grande desconforto e críticas à organização internacional, que na abertura da livraria aqui em Salvador, nesta sexta (25), ainda não sabia esclarecer para imprensa, de onde haviam feito aquela postagem. “Ainda estamos identificando quem foi a pessoa que falhou com esse tipo de informação”, explicou o diretor da ONG OM-Operação Mobilização, Márcio Lugão, que é quem defende os interesses da Logos Hopes e que tem como um dos objetivos levar conhecimento aos quatro cantos do mundo através dos estudos bíblicos, das artes, do trabalho e do desenvolvimento.
Entidades baianas se manifestam por um boicote à visitação a embarcação, em represália a atitude inconsequente de caráter racista e de intolerância religiosa,  e em massa nas redes sociais é possível se acompanhar o grau de indignação do povo baiano, em particular o soteropolitano, envolvendo artistas, escritores, poetas e músicos, principalmente a Comunidade Negra, liderada pelos movimentos.
Foto: Roberto Leal

Arquivado Em :
Sobre o autor

Escreva a descrição de administração aqui ..

0 comentários:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-
© 2013 Revista Òmnira. Traduzido Por: Template Para Blogspot. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9
Blogger template. Roberto Leal by Blogger.
back to top