segunda-feira, 15 de outubro de 2018

A LITERATURA ESPIRITA PERDEU ZIBIA GASPARETTO

Publicado por Roberto Leal As segunda-feira, 15 de outubro de 2018  | Sem Comentarios

A escritora Zibia Gaspareto vinha lutando contra um câncer de pâncreas

A escritora Zibia Gasparetto, 92 anos, completa hoje uma semana de falecida, deixando órfã uma legião de leitores, amigos e admiradores, da leitura das suas grandes obras espiritualistas. Sua missão entre nós ganhou passagem para uma nova etapa ao lado de seus guias espirituais, aqueles que foram tocados por sua graça, delicadeza e por suas sábias palavras.
A escritora lutava contra um câncer no pâncreas.  E faleceu no final da tarde da quarta-feira (10), em sua casa, no bairro do Ipiranga, Zona Sul de São Paulo, enquanto dormia. O enterro foi no Cemitério de Congonhas. Há cinco meses, ela havia perdido um dos seus filhos, o apresentador Luiz Gasparetto, de 68 anos, que morreu também de câncer, só que no pulmão. Natural de Campinas, interior do estado, Zibia era muito conhecida na literatura espírita em 68 anos dedicados ao espiritismo, Zibia Gasparetto publicou aproximadamente 58 obras e teve mais de 18 milhões de livros vendidos em todo mundo. Os livros dela fazem uma espécie de ponte entre aqueles que permanecem entre nós e aqueles que nos deixaram. Nas redes sociais, a equipe da escritora confirmou o seu falecimento.
 Esse legado será eterno e os conhecimentos de Zibia sobre as relações humanas e espirituais serão transmitidos por muitas e muitas gerações.  Em várias entrevistas, Zibia Gasparetto dizia ser médium consciente, e que quando recebia mensagens era como se fosse alguém a sussurrar no ouvido dela sobre o que deveria ser escrito. Ela costumava escrever quatro vezes por semana, utilizando o seu computador.
“Esse legado será eterno e os conhecimentos de Zibia sobre as relações humanas e espirituais serão transmitidos por muitas e muitas gerações. Ela segue em paz ao plano espiritual, olhando por todos nós”, diz a equipe da escritora em nota de despedida em sua página no facebook.
Em 2011 durante o programa Mais Você da Rede Globo, Zibia em depoimento contou também que na adolescência colecionava frases de filósofos.  E seu primeiro contato com a mediunidade aconteceu aos 22 anos, quando, em um dia, ela se levantou e começou a falar em alemão, mesmo desconhecendo a língua. “A entidade que estava comigo àquela hora ficava muito brava, porque meu marido não entendia tudo”, relatou a escritora. Falou também sobre o seu casamento com Aldo Luiz Gasparetto.

“Ele partiu em 1980, ele desencarnou em menos de cinco minutos em um infarto fulminante. Então, eu tive que aprender a andar com as próprias pernas. Acho que ele se foi porque eu precisava desenvolver a minha capacidade, o meu trabalho, e eu fiquei mais livre para isso. Mas ele continua, a vida continua. Se eu estou preocupada com alguma coisa, eu tenho uma poltrona ao lado da minha cama, ele vem e senta, não fala nada, mas eu o vejo ali dizendo para eu ficar firme porque ele está me apoiando. O amor continua”, defendeu.
                                                                                                                                
Ao final daquela conversa, ela disse: "O mundo está muito sofrido, as pessoas têm que acreditar que a vida continua”.

Foto: Divulgação

Arquivado Em :
Sobre o autor

Escreva a descrição de administração aqui ..

0 comentários:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-
© 2013 Revista Òmnira. Traduzido Por: Template Para Blogspot. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9
Blogger template. Roberto Leal by Blogger.
back to top