segunda-feira, 25 de junho de 2012

O realizador de sonhos em poesia

Publicado por Roberto Leal As segunda-feira, 25 de junho de 2012  | Sem Comentarios


Acaba de chegar ao mercado literário da Bahia, C’alô & outros poemas, o mais recente livro do poeta, escritor, editor, jornalista e produtor cultural Roberto Leal. Um escritor que há quase trinta anos tem dedicado seu precioso tempo em prol da promoção da literatura, do livro e dos autores. Em treze anos presidindo a Editora Òmnira, já publicou 43 títulos, entre livros individuais, coletâneas e revistas.

Leal tem dado prioridade à revelação de novos talentos, tornando-se em “um realizador de sonhos”, assumindo o papel de editor de centena de novos e veteranos artistas da palavra, e a prova disso é a quantidade de antologias que tem organizado nas últimas três décadas, entre elas podemos destacar: Salvador 450 e 460 anos de Poesia; Iande Nheéga; Bahia de Todos em Contos (Volumes I, II, III); Contemporaneidade; Comunicoterapia; Contos, Crônicas & Artigos; Poesia & Conto para Todos os Cantos; ENEBI de Poesia & Prosa, entre outras.

A poesia foi à porta de entrada para a literatura, seu primeiro poema “Cada dia” foi publicado em 1983, no jornal A Defesa, de Santo Amaro da Purificação, na Bahia e já anunciava que no futuro, o jovem poeta iria trilhar o caminho das grandes realizações. Sua poesia trata de questões sociais, políticas, humor, sem deixar de lado os temas que falam das relações humanas: amor, amizade, solidão. Na apresentação de C’alô, Douglas de Almeida afirma: “Roberto é Leal a Poesia e à Cidadania, quando denuncia as mazelas (...). Provocadas pela corrupção, pela deturpação da política partidária...”.

C’alô & outros poemas é um livro que o título antecipa o que o leitor encontrará em suas páginas. A aventura do poeta de personalidade marcante com a suposta milionária provoca “calor” e curiosidade em quem se ousar a adentrar em uma narrativa, que embora ficcional, se pareça com muitos casos reais, sobretudo depois da popularização do telefone e da internet, que facilitaram os encontros com desconhecidos, para possíveis aventuras amorosas, tornando essa prática cada vez mais trivial. Através de um conto-poema, a obra registra uma prática comum do final do século XX e início do século XXI, as relações passageiras, onde o que importa é o momento, não havendo necessidade de amor, compromisso sério ou consideração, basta uma dose apimentada de volúpia, pecado, atração, prazer, traição... Embora seja bom lembrar que às vezes, essa experiência arriscada pode se tornar uma grande dor de cabeça para o praticante.

Entre os diversos motivos que vale a pena mergulhar em “C’alô & outros poemas”, destaco novamente as palavra do poeta Douglas de Almeida.A Bahia tem uma tradição de poetas comprometidos com a questão político-social desde Gregório de Mattos no século XVII até a contemporaneidade, com José Carlos Capinam e Ametista Nunes. Roberto agora faz parte deste time”.

*Carlos Souza / Jornalista e coordenador do núcleo da União Brasileira de Escritores – UBE/BA.

Arquivado Em :
Sobre o autor

Escreva a descrição de administração aqui ..

0 comentários:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-
© 2013 Revista Òmnira. Traduzido Por: Template Para Blogspot. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9
Blogger template. Roberto Leal by Blogger.
back to top