quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Jorge Carnaval Amado da Bahia

Publicado por Roberto Leal As quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012  | Sem Comentarios


Esses instrumentos de Jesus levaram a fe´ para a avenida
A percussão que embalou a fé: Não presenciei nenhuma novidade que já não tenha visto no carnaval da Bahia. “Para não dizer que não falei das flores’’, começo escrevendo sobre o evangélico Bloco Sal da Terra, como também não sei por que sal! Mas ainda não tinha testemunhado tamanha beleza envolvendo um grupo nos últimos 10 anos, tratando-se de renovação e inovação, foram à harmonia nas coreografias, as canções carnavalescas, as alas e enfim o numero de adeptos do carnaval evangélico. Não escondendo que logo o meu pensamento retratou as portas do céu se abrindo pelo Senhor, para que o carnaval pudesse entrar, será que isso foi um sinal de aprovação? Festa de cunho profano, outrora rotulada de satânica, segundo seus mandamentos adaptados, aqueles que se rendem a um bom carnaval, os carnavalescos de Jesus, agora não terão mais razoes para se desculpar por ter caído na folia, à tendência será a proliferação dessa linha carnavalesca...
Uma turminha bem animada
Uma Busca solidaria: Mas muita coisa aconteceu que talvez para vocês não sejam novidade, mas carnaval também se faz com boas ações, e foi pensando nisso que o prof. Jorge Conceição tratou de colocar o seu Bloco Buscapé com o seu publico infantil e excepcional na rua e levou muito boa impressão, com sua bateria pontuando bem na visão dos pequenos foliões que encararam a subida íngreme do Largo do Pelourinho, alcançando o Terreiro de Jesus e ganhando avenida, fazendo o mestre de bateria trabalhar muito para fazer a alegria da turminha exigente do bloco que, vezes por outra lançavam seus jatos de espuma, outras vezes de agua e eram todos muito sorriso e muita alegria...
Os Amados poetas da folia de Jorge
Brasas na língua da poesia: Não devo esquecer do Bloco O Boca de Brasa, aquele lítero-cultural que invadiu o Pelourinho, no sábado de carnaval e segunda-feira marcou sarada presença na Mudança do Garcia, com os poetas, artistas, atrizes e convidados, carregando suas tabuletas, com seu estandarte gregoriano e suas palavras, distribuindo panfletos poéticos, com os poetas caracterizados de Cuíca de Santo Amaro, Castro Alves, Gregório de Mattos e as atrizes representando mulheres personificadas na obra do amado escritor Jorge Amado, recitavam poemas conhecidos do grande publico, carregando a poesia para o circuito da folia e levando junto o povo e a sua cultura, no passo das marchinhas...

Kids revelation: Mas foi esperando a revelação musical desse carnaval que eu paguei para ver e não vi nada, busquei Magary Lord e encontrei a pequena Kalinde Maiara, de 10 anos, esse é o verdadeiro talento revelado nesse grande e longo carnaval da Bahia, cantando Inventando Moda, que lhe vem garantindo um lugar nas especulações futuras pilotando uma banda batizada de Black Semba Kids, que terá como membros seus irmãos e primos e tudo isso com o aval de Regina Casé, a apresentadora encantou-se com o estiloso gingado infantil da menina, com seu jogo de pernas ao estilo angolano, o que muito agradou o cantor e precursor do Black Semba, o cantor Magary Lord, seu pai...
As fachadas traduziram o nosso futebol
Varal colorido de amor e paixão: Um espetáculo foi às sacadas dos prédios vestindo os mantos sagrados dos seus clubes, agredindo a visibilidade rival, em um imenso varal colorido como foi praticado pelos torcedores do E.C.Bahia, em um número muito maior que o do arqui-inimigo que se omitiu nesse período momesco e a escassez foi presenciada pelos próprios rubro-negros a olhos vistos e não vistos também, pois não é possível ver o que não existia, o que não foi mostrado, o que não foi contemplado...Festa tricolorida na avenida sete, na Barra e no Pelourinho também. Foi o que se viu!
A Guarda Municipal a serviço da cidade
Estava tudo misturado: Foi um carnaval com muitos Pierrot e muito poucas Colombinas, resgatando o folclórico mascarado, vários grupos foram vistos na avenida, propagando a sua volta a avenida, alegrando o carnaval de alguns e apavorando o carnaval das criancinhas que desesperadas com a presença deles, choravam, mais era carnaval eles não poderiam faltar a tradição, elas precisam aparecer mais e mostrar sua cara, como assim o fez as Gabrielas, Tietas e Donas Flores, as mulheres da vida de Jorge... Uma grande participação com o carimbo da Prefeitura Municipal de Salvador, no processo de inibição da violência e do vandalismo ao patrimônio da cidade, a Guarda Municipal fez a sua parte por todo o circuito, auxiliando na manutenção da paz e contribuindo de maneira a baixar as estatísticas negativas, onde sempre os gráficos posteriores preocupam as autoridades, que só esperam pelo reembolso positivo depois de uma semana de carnaval, de parabéns a GM!... Aproveito para dar um cartão vermelho (com a licença de Raimundo Varela) para os arrogantes mijões e cagões do circuito pelo fedor proporcionado nas ruas e transversais do circuito, aquele odor acre, ardente como o mais puro dos amoníacos, carregado por altos índices de cevada apodrecida intestinalmente, misturada a sujeira das ruas fétidas pela urina acumulada por sobre os cantos de calçadas, becos e postes, detritos e resíduos armazenados ao vento junto a fezes, restos de alimentos e muito lixo em diversos pontos característicos da folia...

A tradiçao tem retorno certo
Escrever sobre os tradicionais acontecimentos e os acontecidos personagens são tediosos, do ponto de vista que tudo já escreveram e nada de novo será possível expressar, nada aconteceu de velho nesse carnaval. Deixei o que estava esquecido, que esquecido por mim ficou, buscando os destaques entre tantas novidades esquecidas pelas grandes mídias, acostumadas ao PF de feijão com arroz característico do comercial, que no horário nobre mata a fome do telespectador bolsa família, aquele que se contenta com tantas reprises e mesmices desqualificadas pelo tempo de exposição cansativa da imagem de rotuladores como: Ivete Sangalo, Claudia Leitte, Carlinhos Brown dentre dezenas de outros artistas. Cansou!... É hora de regular a rotina, posicionar as armas de Jorge e voltar ao batente para mais um ano de trabalho antes do próximo carnaval... Todo axé da Bahia para essa gente do amado Jorge Amado o grande homenageado da folia baiana!

Fotos: Roberto Leal

Arquivado Em :
Sobre o autor

Escreva a descrição de administração aqui ..

0 comentários:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-
© 2013 Revista Òmnira. Traduzido Por: Template Para Blogspot. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9
Blogger template. Roberto Leal by Blogger.
back to top