segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Reunião da UBE se transforma em grande evento em Salvador

Publicado por Roberto Leal As segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011  | 1 Comentario

Cerca de 40 pessoas participaram da assembléia, entre elas personalidades como Ubiratan Castro de Araujo, Aramis Ribeiro Costa e Araken Vaz Galvão.


Em sua primeira reunião realizada em Salvador no último dia 5 de fevereiro, a União Brasileira de Escritores, núcleo Bahia transformou o auditório da Biblioteca Pública Thales de Azevedo em um espaço de discussão e esperança para os escritores que sonham com o desenvolvimento e  valorização da literatura da Bahia.
O que era para ser apenas uma simples reunião acabou sendo um evento de sucesso, devido às pessoas ilustres que se fizeram presentes e a quantidade de escritores que atenderam ao chamado, para participar da formação do núcleo da UBE na Bahia. Representantes de importantes instituições culturais vieram dá às boas vindas a UBE Bahia e colocaram-se a disposição para contribuir com o fortalecimento da instituição que pretende defender os interesses dos escritores em todo estado.
A reunião foi aberta com a fala do prof. Dr. Ubiratan Castro de Araújo, diretor da Fundação Pedro Calmon (FPC), instituição vinculada a Secretaria de Cultura da Bahia. Ubiratan trouxe para os escritores, as melhores notícias, no sentido de garantir que a UBE encontrará na fundação em que dirige, todo apoio para se estabelecer e proporcionar aos escritores, melhores condições para que suas obras tenham visibilidade junto aos leitores.
A primeira notícia que o diretor da FPC trouxe, foi de que o cientista político Moniz Bandeira, já havia conversando com ele, e sugerido a criação da UBE na Bahia e com isso, fosse criado a Prêmio Castro Alves de Literatura, para contemplar o melhor escritor do ano. O concurso seria em parceria com uma grande empresa da comunicação, que já se mostrou interessado na parceria. Idéia aplaudida pelos escritores presentes na reunião.
Mas as boas novas trazidas pelo professor, não pararam por aí. Também foi franqueado o portal da FPC e o jornal Folha Literária para divulgar as ações da UBE e de seus membros, além de espaço nas Bibliotecas Públicas para reuniões e outros eventos, que fortaleçam o movimento literário da Bahia.
Quem também se fez presente na reunião e destacou a importância da UBE na Bahia, foi o próximo presidente da Academia de Letras da Bahia, Dr. Aramis Ribeiro Costa.  O presidente falou do 3° Congresso de Escritores Brasileiros, realizado em Salvador, em 1950, pela Sociedade Paulista de Escritores e a Associação Brasileira de Escritores que deu origem a UBE. Segundo ele, nessa época a ALB já era parceira da UBE, que agora não será diferente.
Umas das propostas da UBE/Bahia é fazer parceria com as Academias de Letras e Artes de todo estado e pelo que tudo indica tal proposta já encontrou ressonância, com a participação empolgada do presidente do Fórum permanente de Academias da Bahia, Araken Vaz Galvão, uma das presenças ilustres do evento e que também fez parte da mesa de abertura, junto com Ubiratan Castro de Araujo da FPC e Aramis Ribeiro Costa da ALB.
Pauta - Após a mesa de abertura, que foi coordenada pelo representante  e futuro presidente da UBE na Bahia, o jornalista e escritor Carlos Souza, no segundo momento também participou da mesa o vice-coordenador da UBE, o editor e escritor Roberto Leal. Em sua fala Leal lembrou que a UBE Bahia, é fruto do I Encontro de Escritores Baianos Independentes, realizado em setembro de 2010, pela Fundação e Selo Editorial Ómnira, instituição da qual  preside.
Um dos momentos mais esperado pelo público, era quando seria apresentada a pauta da reunião, na qual seriam mostrados quais são os objetivos da UBE/Bahia e o que o núcleo se propõe a fazer em prol da valorização dos escritores baianos. Após a fala de Roberto Leal, que já havia adiantado alguns pontos, Carlos Souza trouxe a pauta completa, que destacou os seguintes pontos: 
O fortalecimento do movimento literário na Bahia, que se dará através de reuniões mensais; encontros literários, lançamentos, palestras, recitais, apresentações musicais e teatrais, próprios e em parcerias com outros grupos. Parceria com as Academias de Letras e Artes da capital e do interior.
O segundo ponto apresentado foi a X Bienal do Livro da Bahia, que ocorrerá entre os dias 28 de outubro a 06 de novembro de 2011. Para a Bienal, a UBE/Bahia pretende buscar um espaço onde os escritores baianos possam expor suas obras, fazer lançamentos e dialogar com os leitores. Além de ter o maior número de autores locais na programação da Feira, nos espaços como  Café Literário, Praça de Cordel e Poesia, Arena Jovem etc.
Outra questão que o núcleo abordou foi V Congresso Brasileiro de Escritores, que será realizado no período de 12 a 15 de novembro de 2011, em Ribeirão Preto, São Paulo. O objetivo da Bahia é incluir escritores baianos na programação oficial, para fazer palestras e lançar livros. Uma proposta bastante elogiada pelos escritores presentes na reunião.
Umas das grandes queixas dos autores baianos é a falta de espaço na mídia, o que acaba dificultando a circulação de suas obras, devido o desconhecimento do público leitor, que prefere ler o que está na mídia. Para essa questão, a UBE/Bahia deseja marcar reunião com os editores de cultura, para mostrar as dificuldades que o escritor local tem na imprensa e assim, encontrar uma forma, para que tais veículos possam contemplar a literatura dentro da sua programação cultural, tanto o jornal, como a TV, rádio, e os sites de notícias.
A última questão a ser apresentada na reunião foi a possibilidade de articular parcerias com instituições públicas e privadas, visando à realização de projetos literários que possam valorizar o escritor baiano e suas obras. Entre estes projetos estão à criação de um jornal ou revista para publicação dos trabalhos dos membros da UBE e um site oficial para divulgação dos eventos. Para estes dois a diretor da FPC, disse que coloca o jornal e o site da FPC a disposição, para ser utilizado pela UBE.
Para Carlos Souza, o coordenador da UBE na Bahia, que já esperava um público razoável para a reunião, mesmo assim, ficou surpreso com a quantidade de escritores que atenderam ao seu chamado e com a presença de pessoas de tamanha envergadura. “Eu já contava com a presença de alguns amigos, no entanto, fui surpreendido com o comparecimento não apenas de pessoas conhecidas, mas de vários outros escritores que vieram se juntar a nós, em prol do livro e da valorização do escritor baiano. Além disso, a participação do diretor da FPC, Ubiratan Castro, do presidente da ALB, Aramis Ribeiro Costa e do presidente do fórum de Academias, Araken Vaz Galvão, serviu para legitimar a criação do núcleo da UBE na Bahia”, diz Carlos Souza.
Quem também ficou surpreso com a repercussão da reunião, foi o vice-coordenador Roberto Leal. “Ainda não acreditava que teríamos tanta gente na reunião em pleno sábado pela manhã, e tem mais, com a participação de um público de primeira, como os nomes que já foram citados e outros como os escritores Antonio Cedraz, o editor Itaberaba Lyra e cordelista  Antonio Barreto”, destacou Leal.
A escritora Morgana Gazel disse assisti, esperançosa, à primeira reunião do Núcleo da UBE na Bahia. “Foram levantadas questões acerca dos desafios com os quais se depara a nova geração de escritores baianos. Vejo a iniciativa da criação deste núcleo como um passo importante e necessário para o enfrentamento desses desafios de modo a fortalecer nossa literatura e facilitar sua inserção num cenário mais amplo: o brasileiro, quiçá o internacional."  
Participantes - Entre os escritores presentes na reunião estavam o escritor Antonio Cedraz, cartunista premiado e criador da Turma do Xaxado; os cordelistas Antonio Barreto e Jotacê Freitas; Adelice Souza, José da Boa Morte e Carlos Alberto Barreto, do Movimento Cultural Artpoesia, o editor Itaberaba Lyra, Miriam de Sales Oliveira, Pinho Sennasc do Fala Escritor, Morgana Gazel, Pedro Raimundo dos Anjos, autor da série Gotas de Sabedoria, o poeta Josué Ramiro  entre outros.
Como estamos na terra de grandes poetas, a exemplo de Castro Alves, a reunião não poderia acabar sem poesia. E para finalizar, o poeta Josué Ramiro brindou aos presentes com um poema que fechou o evento em grande estilo. Para aqueles que perderam a reunião e mesmo para os que estiveram presentes, a próxima assembléia da UBE Bahia ocorrerá em março, logo após o carnaval. Para saber a data e o local e só ficar ligando no endereço da UBE e da FPC. http://www.ube.org.br/ e http://www.fpc.ba.gob.br/

Arquivado Em :
Sobre o autor

Escreva a descrição de administração aqui ..

Um comentário:

  1. Eu estive na reunião com minha amiga,e fui uma grande oportunidade para sabermos da realidade dos escritores baianos hoje em dia e nao esperávamos que existissem tamanhos problemas, é uma pena que a literatura esteja se perdendo desta forma.
    Fui no link onde informava quando sera a proxima reuniao mas nao encontrei tal informaçao sera que poderia me disser?
    Obrigado, muito bom post por sinal.

    ResponderExcluir

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-
© 2013 Revista Òmnira. Traduzido Por: Template Para Blogspot. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9
Blogger template. Roberto Leal by Blogger.
back to top